Download Free Designs http://bigtheme.net/ Free Websites Templates

Música e flash mob na UNIFIPMoc. Uma semana de muita emoção, com sentimento verdadeiro de união e superação a toda comunidade acadêmica


“Ei, dor, eu não te escuto mais" – o verso da música “O Sol – Jota Quest soou como um despertar à comunidade acadêmica do Centro Universitário FIPMoc (UNIFIPMoc) nos últimos dias (terça, quarta e quinta-feira).

A mensagem em forma de música atraiu acadêmicos, professores e colaboradores ao pátio da instituição (e na área de convivência do CEPEAGE nesta quinta-feira). Uma surpresa a quem estava presente, marcada pela união, nas vozes dos cantores Niegro, Bárbara Lopes e dos professores André Águia, Lara Gabrich e Ricardo Fernandes. As vozes que se encontravam formando um coro com o público, simbolizando a força da união em convívio quando o assunto é depressão – uma homenagem ao Setembro Amarelo, o mês de prevenção do suicídio.

A ação, idealizada pela ouvidora da UNIFIPMoc, Regina Célia Fernandes, e promovida pelo departamento de marketing, utilizando o conceito de flash mob, marcou a semana que fecha o mês. Durante a ação, a seguinte mensagem envolveu sentimentos e emoções a todos:

Um dia, você vai entender que a felicidade sempre foi o processo, as descobertas, as lições, os lugares que você visitou, e que passaram a viver em você.

As pessoas que você conheceu, e passaram a ser parte de você.

Um dia você vai compreender que ouvir seu coração e seguir as direções que ele indica, nunca foi fraqueza, e sim, sua força mais poderosa.

Nós esperamos que não demore para que você se dê conta, de que, ser feliz, é ser gentil consigo mesmo… É aceitar e respeitar quem você é.

Nós esperamos que você se orgulhe e tenha paciência com a pessoa que você está lutando tanto para se tornar.

Um dia você vai entender que a felicidade chega e permanece, quando você aprende a viver com você, com o seu passado, seu presente e sem medo do futuro.

Um dia você vai entender, que a felicidade depende apenas do amor. O amor que você decide se dar.

O amor que você decide aceitar.

E o amor que você decide compartilhar.

Que neste Setembro Amarelo, possamos entender que na vida há momentos difíceis e que nem sempre vamos alcançar o melhor resultado.

Vez ou outra, vamos errar, fraquejar, perder... Mas a vida também é isso: ressignificar esse momentos de dor, para maior entendimento, crescimento e fortalecimento de todos nós como seres humanos.

As nossas fraquezas não nos definem como ser humano, não determinam o profissional que vamos nos tornar. Mas ajudam na busca constante de nos tornarmos melhores!

Estamos aqui para dizer que cada um de vocês importa. Importa hoje, amanhã e sempre.

A sua vida tem um valor incomensurável.

Vamos viver todos juntos!